pten

2021 O ano do Futuro

Começamos esta resenha do ano de 2021 com um título um pouco ambíguo, mas cheio de significado porque, efetivamente foi o ano em que foram dados passos decisivos na preparação de um futuro diferente, com novas competências e maiores exigências.

A ABIMOTA viu reconhecido o seu trabalho nas Áreas da Inovação, Investigação e Desenvolvimento e foi incluída na rede de entidades de Inovação e I&D o que fortifica o seu papel como entidade de interface.

A afirmação de Portugal como líder no fabrico de bicicletas na Europa, pelo segundo ano consecutivo, pelo Eurostat, veio dar ainda mais relevo ao setor e criar uma apetência pela comunicação social europeia e não só, que se materializou por inúmeros artigos na imprensa escrita, mas também em canais de TV, não só da Europa, mas um pouco de todo o mundo.

Para responder às solicitações do mercado, as empresas reforçaram a sua ação o que se traduz num aumento de exportações, relativamente ao ano de 2020, que tinha sido o melhor ano de sempre, superior a 35%.

A ABIMOTA, como um dos motores deste dinamismo, assumiu a responsabilidade de se capacitar para responder ainda melhor aos seus associados, aumentando as suas competências, nomeadamente na área da metrologia, capacitando-se para realizar calibrações nos domínios das forças, deslocamento e temperatura, e de não menor importância, a realização de ensaios de avaliação dimensional e a meios Termorregulados no âmbito da acreditação, tendo já sido auditada e estando de momento a aguardar apenas a publicação do facto.

Pela primeira vez realizamos, todos os testes relativos às bicicletas elétricas em Portugal, e um número muito significativo dentro das instalações da ABIMOTA utilizando os recursos recentemente adquiridos que nos capacitam a um nível elevado para responder às necessidades dos associados e do setor. A seleção e investimento nestes recursos visou também dar resposta à evolução do sector da mobilidade sustentável, nomeadamente tendo também  como foco, os ensaios a trotinetes elétricas e cargo-bikes. 

Estamos na fase final da certificação em ISO 9001 e ISO14001, num sistema integrado que será auditado no início de 2022. O desafio para 2022 é a sustentabilidade, não só na nossa atividade  mas também na dos nossos associados sendo não só um desígnio, mas também uma necessidade e uma exigência.

Iniciamos o projeto BikeUP que tem por objetivo promover o empreendedorismo no setor das 2 rodas, mas demos também continuidade, com as limitações que o Covid impôs, à participação em feiras internacionais sendo que a feira da Alemanha, EuroBike, que se realizou pela última vez em Friedrichshafen foi um enorme êxito para as empresas participantes.

2020 ficou marcado também pelo aumento das capacidades das empresas portuguesas e pela resposta que dão ao setor. Em primeiro lugar temos de referir o início de funcionamento da CarbonTeam que afirma Portugal na vanguarda do que se faz de mais avançado no mundo do ciclismo. Não podemos deixar de ter uma palavra também para todas as empresas que aumentaram a sua capacidade produtiva, entraram em novas áreas e fortaleceram, desta forma a sua capacidade de intervenção no mercado. Neste contexto não podemos deixar de referir a candidatura às agendas mobilizadoras que reuniu 34 empresas, 4 entidades do sistema científico e tecnológico e a ABIMOTA, e onde está previsto um investimento superior a 258 Milhões de Euros, e que o projeto já viu reconhecido o seu mérito, tendo passado segunda fase com uma avaliação de MUITO BOM.

Neste projeto está incluída uma nova entidade para se dedicar à Inovação e Desenvolvimento do setor das 2 rodas, com um investimento muito significativo, mas que será fundamental para que Portugal possa continuar a afirmar-se no setor das 2 rodas ao mais alto nível.

Muitas outras iniciativas de relevo foram desenvolvidas durante o ano de 2021, mas não queremos terminar sem referir a entrada do Presidente da ABIMOTA para Vice- Presidente da Conebi que irá reforçar ainda mais a presença de Portugal nos centros de decisão Europeus.

Sem nos alongarmos em iniciativas, não queremos deixar de dar uma palavra também relativamente às ferragens e ao mobiliário metálico que, no ano de 2022 terão, a primeira, participação em eventos internacionais, e uma reestruturação interna criando responsáveis pelos diferentes setores.

2021 terminou, mas lançou as raízes para um trabalho ainda mais profícuo em prol das empresas, das pessoas que nelas trabalham e da nossa sociedade.

2022 será desafiante.

Gil Nadais

(Secretário Geral da ABIMOTA)


Pub Exn
Pub Cpl3
Pub Iba